quinta-feira, 28 de maio de 2020

Uma boa manhã!

E hoje o marido ficou de férias para irmos passar um dia juntos. Fiquei contente. Então fiz lanchinho para piquenique e fomos para Os Olhos de água, onde nasce o Rio Alviela. Tínhamos lá estado em Agosto do ano passado, adorei na altura e achei que era um bom sitio para um piquenique, até porque tem mesas, casa de banho e sombras maravilhosas. Então cedinho lá fomos, maravilha som dos passarinhos e a água a correr na represa, ocupámos uma mesa pertinho do rio, estendemos as toalhas, molhámos os pés andamos um pouco na água e dormimos uma bela sesta na sombra. Acordámos e fomos comer era apenas meio dia, mas como tínhamos comido cedo estávamos com fomica. Estavam cerca de quatro famílias com crianças pequeninas, andaram também na água, enfim estava tudo calmo. A meio do nosso almoço, começam a aparecer pessoas, miúdos a gritar, homens com grandes geleiras, outros com grandes sacos um fogareiro e um com uma coluna musical enorme, estendem uma extensão que vão ligar ás casa de banho, e começa o barulho, musica cigana em altos berros, a sério? Tinham entre muitos miúdos dois bebés em carrinhos, andava uma mulher com um ao colo que ainda nem devia ter um mês de tão pequenino que era, mas a música era altíssima. No outro lado do parque estavam um grupo de freiras já idosas  também a fazer um piquenique, coitadas acabou também o sossego delas. Nós, íamos voltar a deitar e continuar a ler, eu, mas resolvemos vir embora. Não sei se isto já vos aconteceu, mas é uma falta de respeito ao mais alto nível, as pessoas estavam em sossego, e aparecem estas pessoas que expulsam praticamente todos os outros, sim, porque tal como nós outros casais vieram embora nem ficaram para comer, os que estava m deitados tranquilamente levantaram-se de imediato...triste, muito triste. Depois chamam-nos racistas ou xenófobos por não gostarmos de ciganos.















Acabámos a tomar café numa esplanada em Rio Maior, a sesta viemos dormir a casa com o ar condicionado ligado...



terça-feira, 26 de maio de 2020

Praia...

Que boa manhã de praia, de sol, de descanso. Fomos por volta das nove da manhã para a Foz do Arelho, como lá tinha estado e achei que tendo em conta a distância de casa era a melhor, quando chegámos estava uma neblina por cima da Lagoa e do mar. Mas estava sol e tudo indicava um bom dia. Mas cerca de uma hora depois estava melhor ainda, maravilha. Deu-me a louca e não usei protetor solar, mal passei pela cara e ombros, achei que devia deixar entrar o sol. Isto porque li outro dia um artigo que dizia que deveríamos estar pelo menos as duas primeiras horas de sol sem proteção, para assimilarmos melhor o vitamina D. Soube tão bem, dormitei, ainda li um pouco. Apetecia-me ter feito uma bela caminhada mas mal comecei a andar na areia, parecia ter qualquer coisa espetada no pé, dor insuportável. Desisti. Tinha até vontade de tomar uma banhoca, a água não estava má, mas havia tantos peixinhos na água e uns caracóis ou lesmas, não sei bem o que eram, que me fizeram não querer ir. Fizeram-me uma certa impressão… Mas que não há poluição, não há, eram caranguejos, búzios, enfim muita actividade dentro de água, eu só ia estragar...



Agora tenho o corpo um pouco vermelho, já me hidratei toda e estou bem, mas acho que não devo repetir, a pele é capaz de cair...mas a história da vitamina, sabem alguma coisa sobre isso?
Fiquem bem!!!






segunda-feira, 25 de maio de 2020

Apesar...

de não me sentir ainda bem, estou um pouco melhor. Consulta só para a próxima segunda feira ás 15.30. Não havia nada para hoje ou esta semana e então escolhi o médico a que fui com a minha mãe, o Director de Ortopedia do Hospital de Vila Franca de Xira, vamos ver. Hoje só saí há pouco para ir com o marido e o filho ao café, depois vim para casa, já passei a ferro agora falta arrumar roupa. Mas amanhã vou com o filho á praia. Levamos umas sandes e vamos passar a manhã na praia. Espero que seja bom. Convidei a mãe para vir connosco mas ela anda chata não quer ir, só quer que a leve ás compras, sim quarta de manhã iremos. Nem de propósito, estava na rua e telefonou-me a minha Psicóloga, fiquei contente, estava á espera que me remarcassem consulta com ela, mas agora ela faz pelo telefone. Conversámos um pouco e já me soube bem. Acho que é mesmo o que preciso alguém que me ouça e me entenda sem julgar, porque ás vezes achamos que alguém nos está a ouvir, mas está só a fazer que ouve porque no fundo está a entrar e a sair sem nada reter e a julgar, os julgamentos valem o que valem, daí a doutora ser uma maravilha para mim, e ela sugere-me coisas a fazer a pensar e a mudar, enfim sabe-me bem. Agora posso ligar-lhe quando quiser.

Almocinho de hoje, a pedido do filho!
Fiquem bem!



domingo, 24 de maio de 2020

Coisas...

Coisas que me acontecem e me chateiam. Sexta feira a noite de trabalho foi horrível, de tal ordem que saí á uma e meia da manhã, contrariada e aborrecida. Triste termos de aguentar aquilo que não gostamos por necessitar, porque tem de ser...Acabamos sempre por ceder e fazer aquilo que não temos vontade, aquilo que sabemos ser errado, acabamos sempre por deixar que nos usem.
Sábado dormi  e acordei e sonhei e dormi mal, mesmo mal. Fomos almoçar a casa da mãe, ao quintal, o filho assou peixe. A seguir ao almoço, fiz um lanchinho porque não queria ainda ir a restaurantes e fomos, eu e marido dar uma volta pela praia. Fomos até a S. Martinho do Porto, chegámos e sentámo-nos no muro da praia e ali estivemos quase duas horas. Comemos um gelado, conversámos e sentimos o ar quente e o sol, soube tão bem. Depois fomos até á Foz do Arelho, que belo percurso este, parando pelo caminho e tirando fotos. Ao chegarmos á lagoa voltamos a sentarmo-nos a ver uma escola de kitsurf , petiscámos o nosso lanchinho. O sol começou a desaparecer e o frio e o vento foram marcando lugar. Regressámos a casa. tudo isto podia ter sido muito melhor se eu conseguisse andar bem, senão tivesse tantas dores no pé. Hoje tive um mau dia. Triste, aborrecida e sem vontade de fazer o que quer que seja. Amanhã vou marcar consulta para um médico qualquer, o que conseguir encontrar. Ah, já me esquecia, amanhã estou de férias, mas todos os planos que tinha estão a fugir porque não estou bem...


























Desculpem, sei que devia ser mais optimista, mas não estou a conseguir!!!
Fiquem bem!
 

sexta-feira, 22 de maio de 2020

Vamos lá acabar...

Acabar esta semana, é tudo o que quero, estas férias, apesar de serem a pedido da empresa o seu gozo agora, vão saber-me bem, não vejo a hora da meia noite de hoje. Semana cansativa, já nem quero falar sobre isso. Só chatices, quando o filhote fez a escritura da casa, fomos ás finanças pedir isenção do pagamento de Imi, uma vez que reunia os requisitos necessários. Mas veio uma carta para ele o pagar. Ele foi ás finanças, estão os serviços fechados e só por marcação telefónica. Ligar para lá tem sido um custo. Hoje sugeri-lhe a hora de almoço, conseguiu. Não há vaga para atendimento presencial para o resto do ano nem em Vila Franca de Xira nem em Alenquer. Isto não me parece nada bem, não concordo . Enfim nós a pagar isto tudo, não sei como o estado vai aguentar . Não concordo com estas medidas de isolamento, de fecho de coisas. Whatever.

Fui ao supermercado!!!!
E melhor, fui á Modalfa!!!
Até logo!!!

quinta-feira, 21 de maio de 2020

Quinta - feira de espiga

É assim que se chama este dia por aqui, é feriado municipal, mas eu vou trabalhar, gozarei este dia mais tarde, quando quiser e puder na minha equipa. Portanto fui á esplanada beber um café com o filho, fomos dar uma caminhada e cheguei a casa aflita do meu pé, mais propriamente no calcanhar.
Hoje vou pensar seriamente no que fazer, é insuportável continuar assim. Já tomei quase uma caixa de Naproxeno, anti-inflamatório, mas continuo com dor. Enfim, que fazer?
Trabalhar e tentar esquecer a dor...

Mas esta coragem ás vezes falta-me...
Sejam felizes!!!