segunda-feira, 14 de maio de 2018

Uma vez peregrina, peregrina para sempre

Já cá estou!
Estou bem, mas com os pés feitos num oito, entrapados e com pomadas, betadine, tudo numa tentativa de curar as múltiplas bolhas que esta peregrinação me deu. mas mais uma vez este caminho voltou a dar-me ensinamentos para a vida. Fui sem promessas, sem obrigações, as minhas intenções eram de agradecimento a tudo o que tenho, a todos os que nos amam, enfim a Paz e sobretudo como sempre superar-me a mim própria. Todo o meu caminho foi feito com vontade e como eu sou teimosa tudo o que não queria era desistir, mais uma vez fui persuadida a desistir, mas desta vez tive várias pessoas que não deixaram e que me ajudaram a continuar mostrando a todos que era possível. Normalmente para quem lidera é mais fácil fazer desistir do que ajudar, mas em grupos grandes há sempre gente que ajuda com palavras, com atitudes a dar-nos força e fazer valer a nossa vontade, a todos eles sou grata e tenho certeza que Nossa Senhora, Maria mãe de Jesus, que tanto sofreu por ver o seu filho sofrer e nada poder fazer para o ajudar, gostou do que viu a ainda me ajudou mais fazendo com que os caminhos mais difíceis fossem para mim os mais fáceis.
A emoção de ter conseguido chegar foi como em Santiago a melhor coisa do caminho.
Obrigada a todos os que estiveram comigo quer pessoalmente quer em pensamento.


































Fotos do primeiro dia de caminho!

Sem comentários:

Enviar um comentário