domingo, 7 de maio de 2017

Dia da Mãe

Pela manhã bem cedo fomos buscar o nosso filho ao aeroporto, vinha feliz por estar connosco, foi para casa dormir, o pai foi andar de bike, eu fui ter com a minha mãe, que continua quase sem andar, lá usa o andarilho, ela que nem queria ouvir falar dele. Levei-lhe uma flor que sabia que ela queria, adorou. Dei-lhe um cafézinho na cama, veio uma amiga vê-la, conversámos um pouco e fui ao supermercado fazer-lhe umas comprinhas. Vim embora para casa, deixei-a lá sózinha...que muito me custou...
Vim para casa, marido chegou da bike, fiz almoço, lavei roupa, estendi, estendi e apanhei. Não sai mais, a seguir ao almoço, filho ainda dormia, marido dormia no sofá, fui também dormir a sesta. Voltei a cozinhar, lavar , estender. Vi um filme . Jantámos e fomos tomar um café. Agora estou sozinha a ver outro filme. E foi assim que me senti todo o dia só. Só me tem apetecido chorar, não sei porquê, talvez por ser dia da mãe,..embora o meu filho me tenha tentado fazer estar bem, marido não me entende, não percebe porque choro, nem eu...
Amanhã será outro dia...

Será que foi por ter começado a manhã a ler a entrevista da Judite de Sousa?
fiquei mesmo chorona o dia todo...





Amanhã vou trabalhar e depois vou com mãe a ao médico
estou muito ansiosa, preciso da minha mãe boa.
Fiquem bem, eu também vou ficar...

2 comentários:

  1. Eu acho que já era hora da Judite de Sousa parar de falar do filho! Não há revista que não explore o tema! E sei do que falo, perdi um com 18 anos:(((

    ResponderEliminar
  2. Eu acho que não tem a ver com a revista. Marina. São coisas que tens guardadas dentro de ti que te estão a magoar. Sei do que falo, também me fartei de chorar ontem. A minha mãe faz-me muita falta!
    Um beijinho

    ResponderEliminar