domingo, 30 de outubro de 2016

Da minha aventura...

Sim, para mim foi uma verdadeira aventura, e agora depois de ter terminado o  Caminho, este Caminho a que me propus, sou uma pessoa muito mais feliz, com vivências que não teria senão o tivesse feito. Não foi fácil, ainda não está a ser fácil as bolhas dos pés ainda estão mal, mas essas vão sarar e o meu coração está cada vez mais cheio.
Não o fiz sózinha, não o fiz com o meu marido, inscrevi-me num grupo, sem saber quantos seriamos. O dia da partida seria dia 22 de Outubro (sábado)ás 14 horas da tarde. Eu programei toda a minha vida para ir um dia antes, para as duas horas do dia seguinte lá estar e iniciar o Caminho. No dia antes telefonou-me o guia a sugerir que eu alterasse a partida e fosse no próprio dia, sábado e chegaria com uma hora e meia de atraso porque era o que as minhas companheiras de Caminho, três, iam fazer. Eu já tinha tudo comprado, bilhete de comboio, residencial marcada e vida programada com um dia de férias marcado. Não aceitei, claro,  e fui sozinha como previsto. Andei a passear até sábado, e ás três e doze minutos lá estava na estação à espera. Chegaram, apresentámos-nos e demos inicio ao Caminho.
Etapa 1 - Etapa Simbólica de Valença a Tui
Passagem da fronteira, os primeiros quilómetros, as primeiras conversas, os primeiros sorrisos e os primeiros carimbos, o inicio do preenchimento do nosso passaporte que após a chegada a Santiago nos permitira ter o Certificado de Peregrino!
Tui é um município raiano, no alto de Montesinho está a sua bela Catedral, foi para lá que nos dirigimos.
Tui está situada à beira do rio Minho, é a principal fronteira (por autoestrada e caminho de ferro) entre a Galiza e Portugal!









Resultado de imagem para catedral de tui




Foi uma etapa de conhecimento, de adaptação uns aos outros e ao Caminho!


1 comentário:

  1. Bem me tinha palpitado que essa ida a Valença tinha a ver com mais qualquer coisas ! rsrsrs

    Beijinho ! :)

    ResponderEliminar