terça-feira, 19 de julho de 2016

E hoje...

trabalhei até às cinco, para poder ir ver o pai. A mãe já lá estava, o pai está impaciente para vir para casa, era tudo o que nós queríamos, vamos ver amanhã...o hospital está cheio, tantos idosos, tantos...


Que a fé não me falte...



Sem comentários:

Enviar um comentário