segunda-feira, 28 de dezembro de 2015

Reclamação

E hoje foi o dia de fazer uma reclamação por escrito, é a segunda que faço desde que existe o livro de reclamações, sou de reclamar pouco. Mas hoje, dia em que pela segunda vez  pedi (um direito nosso e anunciado por todo o hospital) informações médicas do estado do meu pai, a médica responsável não apareceu, nem deu cavaco, diz que estava no hospital, onde não soube, nem a fazer o quê, dizem as enfermeiras do secretariado, umas antipáticas por sinal, que a médica estava nas urgências. Ora se estava, deveria ter vindo ou mandado alguém nas horas de atendimento à família. Hoje lá estive das onze à uma da tarde e ela nada, quando voltei as quatro, pensando que como ela não pôde de manhã poderia vir à tarde, nada disso, já passou o horário...e pronto lá fui reclamar, agora resta esperar por amanhã.
Estou convencidissima que se passa algo de muito anormal com este grupo de pessoas "os médicos", o que andam eles a fazer no tempo em que estão nos hospitais? De gabinete em gabinete? Atendem quantos doentes por dia? Em quantas horas de trabalho?
Mas não devo pensar assim porque parece que eles fazem um juramento sagrado quando se formam, sim, sim!!!


Estamos tramados, é o que é!!!

1 comentário:

  1. Ui os "médicos" do hospital de VF são peritos em não fazer nada. De todas as vezes que estive lá era só vê-los em grupinhos a saírem pelas portas da parte de trás do hospital para irem fumar. De 10 em 10 mminutos, claro.

    ResponderEliminar