quarta-feira, 26 de junho de 2013



Formação profissional
Mal me inscrevi no fundo de desemprego, disse também estar interessada em formação profissional, em várias áreas, e que queria ser contactada para tal. Fui a uma sessão de esclarecimento a Alverca, onde nos foi explicado como funcionava a formação, há para quem tem o 12º ano e para quem tem o 9º ano e até para quem tem menos.
Mas como as formações divergem, para o 12º ano é o que há menos, as formações são mais pequenas, duram mais ou menos um mês, mês e meio. Mas ok inscrevi-me em algumas, as que me interessavam.
Há cerca três semanas fui novamente chamada para outra sessão de esclarecimento, desta vez aqui na Junta de Freguesia da minha terra, outra vez a mesma coisa, formação.Mais uma vez referi que estava interessada, pois queria ocupar os meus dias a aprender coisas novas, eu e duas moças com cursos superiores.
Nesta sessão estavam muitas pessoas sem o 12º ano, pedreiros, empregadas fabris, que não tinham o 9º ano, havia para esses muitos cursos a tempo inteiro, cujo objectivo era ficar com o 9º ou 12º,  eles não quiseram porque era todo o dia e não lhes dava jeito...
A mim telefonaram-me há duas semanas para eu ir tirar uma formação de contabilidade das oito  às onze da noite...disse não estar interessada nesse horário, pois quer durante o dia, uma vez que estou em casa.
A semana passada, ligaram-me novamente a oferecer um curso de logística, e esse eu queria muito, mas das cinco às oito da noite. Porquê? Porque fazem estes cursos em horário pós laboral se estamos desempregados? É para termos tempo de procurar emprego? Mas os cursos não são todos os dias.
Reclamei, mandei mail, a perguntar se é para criar mais problemas familiares (a quem os tem), as pessoas já estão nesta situação, e para piorar afastam-nas da família, qual a lógica? Dar emprego a quem já tem e faz trabalhos extras a dar formação? Porque é que não põem pessoas desempregadas a dar formação?
Continuo sem perceber, a resposta foi vaga, é a hora que há, só porque sim...
Acham isto bem, ou sou só eu que acho que isto favorece alguém, menos os desempregados?

9 comentários:

  1. Isso é sem dúvida para terem os amigos a darem as formacões...esse país não muda! triste!

    ResponderEliminar
  2. Marina, porque essas ações - AÇÕES MODULARES -, que são de enriquecimento de curriculo,e de curta duração, destinam-se não só a desempregados, mas também a empregados.
    Recentemente, a minha instituição pediu-me dar uma formação modular (Processo de Socialização da Criança)a pais/encarregados de educação e auxiliares de educação, e o horário é 19h30-23h00, 2 vezes por semana (em menos de um mês termina, pensando nas de 25 horas - que não são para quem tem menos escolaridade, mas trata-se tão só de um nível básico). Nos três grupos tinha/tenho formandos empregados e desempregados.
    E esta é a lógica das ações modulares. Os cursos EFA, esses sim é que decorriam em horário laboral.
    Contudo, se o grupo for só de desempregados, é sim possível ser ministrado em horário laboral. Temos vários a decorrer neste momento.
    Sugestão: Dirija-se a uma escola profissional, porque elas também ministram estas ações, depois basta levar ao centro de emprego uma declaração informando que se encontra a frequantar uma ação modular.
    Beijinho*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sou cooperante de uma Escola Profissional. Não trabalho no IEFP!!!!

      Eliminar
  3. Não há direito!!! Tens toda a razão. Assim, sempre arranjam um "tacho" para quem já tem emprego :/ e os desempregados que se lixem.

    ResponderEliminar
  4. E Marina achas realmente que alguém percebe tanto disparate? Sabes na maioria dos casos os cursos são a essas horas por interessar a alguém...mas não aos verdadeiros necessitados da formação..falta de paciência para este país!
    Bjs
    Maria

    ResponderEliminar
  5. As coisas "boas" do nosso país, que para uma pessoa normal não se entende e como o nosso país funciona tudo ao contrário, acaba por ser NORMAL!
    Haja pachorra!

    Boa sorte lindinha xxx

    ResponderEliminar
  6. Disparate pegado!
    Alguma intenção têm: E cheira-me que é melhor não percebermos...

    Jinhossssss

    ResponderEliminar