sexta-feira, 6 de abril de 2018

Estava nervosa...

Estava nervosa por ir ao Centro de Emprego não sei porquê, porque sou parva certamente, os que nunca trabalham certamente nem se enervam, afinal cheguei lá e a senhora disse-me que agora funciona por marcação, vamos num dia marcar e depois regressamos no dia e hora marcado, ah que chatice disse eu, terei que voltar então outro dia, diz-me a senhora, já é assim há um ano! Que bom que há um ano não estive no desemprego, ah, ah, ah. Deste modo terei de regressar na segunda feira ás nove horas e vinte minutos. Quero referir que estava um rapaz a ser atendido, a senhora que me fez a marcação, estava de cotovelo na mesa a segurar a cara e a ouvir toda a minha conversa com a segurança. Pergunto eu, se calhar justificou-se em alturas de muito desemprego que se marcasse para evitar muita confusão, mas ainda se justificará? Este é o problema do nosso pais, mudam-se as regras para beneficiar alguma situação e depois não se volta a analisar se vale a pena ou não continuar. Ainda perguntei, haverá alguma possibilidade de ser atendida, escusando de voltar noutro dia e gastar mais dinheiro? Não, a regra é esta. É o pais que temos.
Portanto passou-me o nervosismo, ás vezes parece que estou a fazer qualquer coisa errada, parva.
Aproveitei para ir à farmácia e ao banco resolver umas questões da mãe, tudo tratado. Vi uma ex-colega que não via há algum tempo, pusemos a conversa em dia, soube bem!
Agora vou dar uma vista de olhos na Revista Cristina, uma vez que está a chover e não dá para ir caminhar, ou por outra não me apetece!


Voltarei...

Sem comentários:

Enviar um comentário