sábado, 2 de julho de 2016

Atrasada...

Nas noticias, mas correu tudo bem na consulta do pai, os meus receios eram que quisessem submeter o pai a tratamentos de quimioterapia, mas certamente a médica ao analisá-lo, e falando com ele percebeu que seria desnecessário submetê-lo a tratamentos dolorosos. acordou que iria apenas acompanhar o pai nos cuidados paliativos no combate à dor e proporcionar o melhor bem estar possível. Precisamente a nossa opinião. Ele só não quer estar no hospital, nem esperar pelas consultas. Voltaremos dentro de um mês e meio mais ou menos, até lá espero que tudo continue calmo.
Um dia de cada vez!

2 comentários: