quinta-feira, 22 de outubro de 2015

Hoje...

Na viagem de comboio para casa sentou-se uma mulher à minha frente, que não parou de falar comigo, mesmo sem eu falar, eu só sorria...ela contou-me a história da vida dela, sem parar, só porque enquanto eu tirava o casaco  sorri dizendo-lhe que estava calor. Foi o cabo dos trabalhos, falou, falou, desde Angola onde nasceu até aos tempos actuais, desejei ardentemente que o comboio
voasse. 
As pessoas necessitam desabafar, conversar, entendo, quando não desabafo também me sinto mal.
Será que um dia falarei com estranhos? 
Assusta-me. Assusta-me a solidão, a injustiça, o esquecimento, a dor...
Isto deixou-me triste. Hoje estou triste. mas passa, passa sempre, amanhã estarei melhor até porque é sexta feira, e a vida começa à sexta!!!


DURMAM BEM!!!



3 comentários:

  1. Também me estava a sentir assim. Um beijinho e que amanhã seja um dia melhor.
    Gábi

    ResponderEliminar
  2. Também me estava a sentir assim. Um beijinho e que amanhã seja um dia melhor.
    Gábi

    ResponderEliminar
  3. Oi, Marina!
    Aqui no interior é muito comum falar com estranhos. Na fila do mercado (caixa), no banco ou médico aguardando a vez. O bom é que ao final, são amigos "de infância" - já não são estranhos...


    Beijos de amiga!

    ResponderEliminar