quinta-feira, 4 de junho de 2015

Orgulho de mãe!!!

É o que sinto hoje pelo meu filhote.
Ainda tem um exame por fazer, chumbou. Vai repetir mais tarde.
Mas recusa-se a estar sem fazer nada, decidiu procurar trabalho, não o assusta sujar as mãos, queria não depender totalmente dos pais, ter o dinheiro dele, porque acha que é altura. E como quem procura sempre encontra, inscreveu-se num dia numa empresa e foi chamado no dia seguinte. Hoje foi o seu primeiro dia de trabalho. E foi duro, não é trabalho de secretária, é num armazém, onde está calor, o ritmo de trabalho é ao ritmo de uma máquina, entrou às seis da manhã e saiu às 15 horas.
Era o que eu e o pai queríamos? Não.
Era o que ele queria? Não.
Mas foi o que ele aceitou, porque não é rapaz, homem, de ficar meses sem fazer nada, foi à luta, e por isso, por tudo sinto-me orgulhosa pois o meu filho só tem 21 anos, mas tem uma responsabilidade única para os tempos que correm.
Estivemos de coração apertadinho até ele chegar, mas veio feliz, cansado, mas feliz!
Amanhã será um novo dia...

6 comentários:

  1. Curioso ! ... Afinal sempre há empregos para jovens que queiram trabalhar !!! ... Julguei que teria que emigrar ! ...
    Os meus sinceros parabéns ao teu filho, Marina e a quem "o está a formar" como Homem !
    .

    ResponderEliminar
  2. Com um filho assim, estão todos de parabéns: pais e filho!!

    ResponderEliminar
  3. Hoje em dia preocupa-me ver tantos jovens de braços cruzados, perante um mercado que não oferece muitas opções. Mas quem quer mesmo trabalhar, encontra emprego. E um bem haja ao teu filho por pôr os pés ao caminho!

    ResponderEliminar
  4. Tens toda a razão em sentir orgulho no teu filho!

    ResponderEliminar
  5. Que bom =) Parabéns por teres um filho assim!

    ResponderEliminar
  6. Parabéns ao teu filho filho e aos pais, Marina.
    um beijinho

    ResponderEliminar