sábado, 4 de outubro de 2014

Uma sexta diferente...

E ontem foi uma bela sexta feira, não trabalhei, a mãe tinha um exame médico para fazer e eu fui com ela, porque agora é que ela precisa de mim, não é quando já não estiver cá, que precisa que lhe vá pôr flores no cemitério, sendo assim lá  fomos as duas e a seguir fomos comer qualquer coisa , como fomos a Alenquer ela quis ir ao lar ver o irmão, portanto, meu tio. Custa-me ver os velhotes, mas eles ficam tão felizes por alguém os ir visitar, enfim, fazemos o que podemos, e chateia-me o facto do meu tio ter dois filhos que não querem saber dele, dá-me uma raiva...mas acredito que eles um dia vão pagar por isso.




Problemas da mãe resolvidos, fui para o Vasco da Gama ao cinema, marido nunca quer ir ao cinema, pois fui com uma amiga, Teresa fomos ver Os Maias!

Cenas da vida romântica, certamente o Eça de Queiróz nunca imaginou sequer que um dia alguém faria um filme com o seu livro, que foi um dos melhores que já li, pena o realizador ter poucos recursos e as cenas de exterior serem com telas em vez de ruas a sério, mas somos muito pequenos, enfim quanto ao facto dos textos serem exactamente os do livro, adorei, os textos  são bastante bons , " a minha alma caiu dentro de uma latrina"
" a abstenção é uma inferioridade de espírito"
A mim fez-me muito bem "ler" novamente os Maias, obrigada João Botelho!!!
Ainda mais engraçado, foi que a minha amiga, nunca tinha lido Os Maias, e não sabia a história, ficou triste com o fim dramático, eh, eh, eh!!!


4 comentários:

  1. Estou louca para ver o filme. Amei os Maias. Já li mais que uma vez. Coisa rara em mim! Beijos.

    ResponderEliminar
  2. Tenho que ver o filme!

    Estou como tu, pois irei recordar muita coisa.

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  3. Muito bem sentido e dito Marina : "agora é que ela precisa de mim, não é quando já não estiver cá, que precisa que lhe vá pôr flores no cemitério" ! ,,, É assim que eu (também) penso ! Por mim, dispensarei bem as flores ! Já a companhia dos familiares e amigos, nunca dispensarei !

    De resto, ... um dia belissimamente aproveitado ! :))
    .

    ResponderEliminar
  4. Apoiar os familiares que nos são queridos em vida não exclui, para mim, a limpeza e as flores na sua última morada...é isso que faço!
    Quanto aos cenários de Os Maias também discordo de ti, achei uma solução muito interessante e bastante económica...a trama narrativa não ficou de forma alguma menorizada!
    Estou a reler esta obra fabulosa que estudei durante anos com dezenas de alunos e estou a achar graça às anotações técnicas que fui fazendo!
    É óbvio que meter em duas horas semelhante obra leva a que muita coisa se perca.

    Abraço

    Rosa dos Ventos

    ResponderEliminar